Calendario IPVA 2024

Governador defende rigidez na legislação e perda de terras a criminosos ambientais

Por Redação em 16/04/2024 às 08:15:58
Após o Ministério Público pedir a prisão do pecuarista Claudecy Oliveira Lemes, acusado de desmatamento no Pantanal, o governador Mauro Mendes defendeu que os respons√°veis por realizar danos ambientais percam suas propriedades. O confisco de terras é um discurso antigo do governador e que sempre causa pol√™mica.

Respons√°vel pelo maior dano ambiental j√° registrado em Mato Grosso, o pecuarista foi alvo de decisões judiciais que resultaram na indisponibilidade de 11 fazendas, na apreensão judicial dos animais dessas propriedades e no embargo das √°reas afetadas.

A Justiça determinou a suspensão do exercício da atividade econômica e proibiu Claudecy de se ausentar do país, ele ter√° ainda que pagar o total de R$ 5,2 bilhões entre multas e valoração do dano ambiental.

Em suas redes sociais, Mendes defendeu que a legislação brasileira seja mais dura para casos de desmatamento e que pessoas que sejam flagradas cometendo o crime percam suas √°reas.

"Esse é mais um exemplo de que as pessoas estão perdendo o medo da legislação brasileira, o valor da multa, é muito superior ao valor da terra. Por isso que eu tenho defendido e vou continuar defendendo: fez desmatamento ilegal, tem que perder a √°rea. Essa é uma lei que j√° é efetiva para quem planta maconha ou produz cocaína", disse. ]

Fonte: Gazeta Digital

Comunicar erro
Radio Jornal de Caceres
InfoJud 728x90
Combate a dengue 2023
Garotas de programa Goiania