Escola do Legislativo comemora Dia do Professor oferecendo cursos à comunidade

4

Foto: RONALDO MAZZA / ALMT

No dia 15 de outubro é comemorado o Dia do Professor, data em que se homenageia os responsáveis pelo desenvolvimento da educação e do conhecimento.  Abrangendo um grupo de profissionais que trabalham desde a educação infantil até o ensino superior. A Escola do Legislativo da ALMT possui um quadro complexo de professores, distribuídos em diferentes áreas de atuação. Atualmente, cinco deles estão direcionados a cursos de línguas como inglês, espanhol, português e aulas de libras- este, em parceria com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc).

“Ser professor é poder fazer a diferença na vida de uma pessoa. Tenho orgulho da minha profissão, em observar alunos que montam empresas ou são aprovados em concursos”, disse a professora Érica Bussiki Figueiredo.

Historicamente, trata-se de uma das mais importantes profissões exercidas no mundo, afinal sem ela a transmissão de conhecimento e a correta metodologia seria praticamente impossível formar cidadãos. 

“Podemos dizer que ser professor, hoje em dia no Brasil, é muito mais que exercer uma profissão, dar aulas, aplicar e corrigir provas.  Vai além, exige preparação pedagógica, esforço, conhecimento, pesquisa, dedicação ao extremo e acima de tudo, comprometimento”, disse Ataíde Pereira de Almeida.

Para muitos profissionais da área, o grande problema com relação ao exercício do professorado é a desvalorização. Embora seja uma das competências mais admiradas socialmente,  professores sofrem com baixos salários, precárias condições de trabalho e carga horária excessiva.

“É uma classe que merece ser mais valorizada pela população. Professor transforma sonhos em realidades, transforma vidas. Merece  respeito da comunidade, dos agentes públicos, pois é uma profissão que tem a responsabilidade de escolarizar”, destacou Inara Ferrer.

Quando foi criado o Dia do Professor

A origem do Dia do Professor se deve ao fato de, na data de 15 de outubro de 1827, o imperador D. Pedro I ter instituído um decreto que criou o Ensino Elementar no Brasil, com a instituição das escolas de primeiras letras em todos os vilarejos e cidades do país. Além disso, o decreto estabeleceu a regulamentação dos conteúdos a serem ministrados e as condições trabalhistas dos professores.

Tempos depois, mais precisamente no ano de 1947, o professor paulista Salomão Becker, em conjunto com três outros profissionais da área, teve a ideia de criar nessa data um dia de confraternização em homenagem aos professores e também em razão da necessidade de uma pausa no segundo semestre, até então muito sobrecarregado de aulas.

Mais tarde, em 1963, a data foi oficializada pelo Decreto Federal nº 52.682, que, em seu art. 3º, diz que “para comemorar condignamente o dia do professor, os estabelecimentos de ensino farão promover solenidades, em que se enalteça a função do mestre na sociedade moderna, fazendo delas participar os alunos e as famílias”. O responsável por aprovar esse decreto foi o presidente João Goulart.

No Brasil, para tornar-se professor, é preciso ter curso superior em uma área relacionada com o ensino, seja a pedagogia ou qualquer curso na modalidade de licenciatura, no qual se apreendam os principais conceitos didáticos pedagógicos e trabalham as primeiras experiências em sala de aula.

 

Comentários Facebook