AL- SOS Mulher

Casos de síndrome respiratória crescem 135% no Brasil, diz Fiocruz

Por Redação em 15/01/2022 às 11:32:24

A nova edição do Boletim InfoGripe divulgado neste sábado, 15, pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) aponta aumento de 135% nos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Segundo a publicação, a alta atinge todas as faixas etárias a partir de 10 anos, desde o fim de novembro até o presente momento. Os dados apontam que o aumento é consequência da epidemia de gripe, assim como dos novos avanços da Covid-19. Ao todo, 25 das 27 unidades federativas do Brasil apresentaram alta na tendência de longo prazo, que considera as últimas seis semanas. O Rio de Janeiro mostra estabilidade nas infecções a longo prazo, mas há indícios de crescimento nas últimas três semanas. Por sua vez, Roraima é o único Estado com estabilidade total dos casos.

O coordenador do estudo, pesquisador Marcelo Gomes, destacou que praticamente todos os Estados registraram sinais de crescimento no número de infecções antes das semanas de 26 de dezembro a 1 de janeiro e de 2 a 8 de janeiro. "Deixando claro que tal contexto é anterior às celebrações de final de ano, reforçando a importância dos alertas quanto aos cuidados necessários à época. A manutenção da divulgação dos dados durante este período, certamente teria dado melhores condições para a população tomar decisões adequadas ao momento epidemiológico", ressaltou no comunicado, que cita o apagão de dados do Ministério da Saúde ocorrido em 10 de dezembro.

O pesquisador também reforçou que o cenário de aumento de casos graves de influenza e Covid-19 mostra que os eventos de fim de ano podem ter representado um risco significativo para a população. "Tais dados também deixam claro a importância do cancelamento de grandes eventos de Réveillon por parte das autoridades de diversas localidades, ainda que os dados de notificação estivessem apresentando problemas na sua divulgação".

Fonte: JP

Comunicar erro
Coronavirus 728x90
AL- Fake News - Vacinas
InfoJud 728x90
AL- Vacina que volta