Agro Noticia 728x90

Com visitas suspensas, presos do Ceará trocam cartas com as famílias

Por Redação em 01/06/2020 às 16:49:46


A iniciativa tem como objetivo realizar a interação entre familiares e detentos, distantes por conta do isolamento social. Presos recebem cartas e podem enviar respostas a familiares.

Divulgação

Para suprir a falta de visitas a presos do Ceará, medida implementada para combater o novo coronavírus, a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) criou um projeto de entrega de cartas nas unidades prisionais do estado. As famílias dos presos podem, por meio de mensagens, driblar a saudade ocasionada pela distância.

Nomeado "Mensagem de Amor", o projeto, idealizado pela SAP, procura levar declarações de afeto das famílias para os internos. Assim, mesmo separados dos parentes, e sem receber visitas, os encarcerados conseguem ter informações sobre irmãos, filhos, pais e netos. Conforme a SAP, já foram mais de 4 mil cartas entregues aos internos e respondidas por eles.

As mensagens são enviadas por e-mail por familiares e, nas penitenciárias, passam por uma avaliação. Conforme a SAP, cartas com apologia a "droga, crime e nomes de organizações criminosas serão descartadas".

Os textos são entregues após a filtragem às quintas-feiras. As respostas são escaneadas por profissionais que trabalham no projeto e enviadas para os familiares. Foi assim que Francisco das Chagas retomou o contato com a família durante a pandemia. Ele está preso no Instituto Penal Professor Olavo Oliveira (IPPOO) II, em Itaitinga, na Grande Fortaleza. "Essa ação é muito boa. Nós sabemos como estão nossos parentes e eles têm informações sobre a gente aqui dentro".

De acordo com a supervisora do Serviço Social da SAP e uma das responsáveis pelo projeto, Cristiane Lima, a iniciativa é de extrema importância durante o momento de distanciamento social e ainda contribui para tranquilizar as famílias em relação ao bem-estar dos internos.

"Essa iniciativa veio para tentar diminuir o distanciamento. Recebemos e respondemos milhares de cartas. A medida teve um bom retorno entre as família, o que ocasionou uma forte demanda. Diante disso, organizamos nossas equipes para realizar um trabalho gradual, mas que ao fim possa ocorrer a comunicação entre interno e família da melhor forma", afirmou Cristiane.

Visitas suspensas

Há cerca de 75 dias, foi estipulada a suspensão de visitas às unidades prisionais do Ceará. A medida, implementada pelo Governo do Estado, foi acordada com Poder Judiciário, Defensoria Pública e Ministério Público como uma das ações de combate à propagação do novo coronavírus.

Nesta segunda-feira (1º), o Ceará iniciou processo de retomada de serviços e atividades econômicas. Mas as visitas a unidades prisionais seguem suspensas.

De acordo com o secretário-chefe da Casa Civil, Élcio Batista, não é recomendável reiniciar a visitação agora. Segundo Élcio, as visitas devem continuar proibidas "até que a gente tenha uma situação em que a gente tenha mais capacidade de monitorar, mais capacidade de ter a visita com segurança".

Dois óbitos por Covid-19 já foram registradas no sistema penitenciário cearense. a morte mais recente foi confirmada pelo Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), que integra o Comitê de Enfrentamento à Covid-19 no Sistema Prisional.

Coronavírus no Ceará

Mais de 50 mil diagnósticos positivos de Covid-19 já foram registrados no Ceará. Os dados da plataforma IntegraSUS, da Secretaria da Saúde, apontam 50.504 casos confirmados da doença, além de 3.188 mortes em decorrência da enfermidade. A última atualização foi às 14h53 desta segunda-feira (1º).

Neste domingo (31), o estado ultrapassou os 3 mil óbitos. No dia anterior, sábado (30), foram registrados 9.427 casos. A grande quantidade de registros ocorreu por causa da liberação do resultados de mais de 20 mil testes, incluindo os do tipo PCR, testes rápidos e sorologia, segundo a Sesa. Ao todo, 118.041 mil testes já foram realizados no Ceará.

17 setores da economia retomam as atividades nesta segunda-feira no Ceará; veja os horários

Fortaleza tem redução de até 58% em poluentes do ar durante isolamento social, aponta estudo

Fortaleza tem pouco menos da metade de todos os casos do estado, com 24.104. Na capital já foram registradas 2.084 pessoas que não resistiram à enfermidade. A quantidade de casos investigados do novo coronavírus (SARS-CoV-2) é de 53.341 no Ceará. Houve a recuperação de 33.293 pessoas.

Os números apresentados pela Secretaria da Saúde são atualizados permanentemente e fazem referência à disponibilidade dos resultados dos testes para detectar a presença dos vírus, ou seja, não necessariamente correspondem à data da morte ou do início da apresentação dos sintomas pelo paciente.

Veja outras informações da plataforma:

A taxa de letalidade da doença no Ceará é de 6,3%.

Houve 11 óbitos ocorridos nas últimas 24 horas;

185 mortes foram confirmadas e inseridas na plataforma nas últimas 24h.

Balanço do lockdown em Fortaleza

Coronavírus: infográfico mostra principais sintomas da doença

Foto: Infografia/G1

Initial plugin text

Fonte: G1

Coronavirus 728x90

Comentários

InfoJud 728x90