AL- Fake News - Vacinas

Professora de medicina há 37 anos e ex-presidente do CRM assume a superintendência do Hospital Júlio Müller em Cuiabá

Por Redação em 07/04/2021 às 20:31:42
Pediatra, Maria de Fátima é professora de medicina na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) desde 1984. Maria de Fátima respondeu pelo CRM-MT entre os anos de 2016 e 2018.

Divulgação

A ex-presidente do Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso (CRM-MT), Maria de Fátima Ferreira, assume a superintendência do Hospital Universitário Júlio Müller, em Cuiabá.

Maria de Fátima respondeu pelo CRM-MT entre os anos de 2016 e 2018.

Pediatra, ela é professora de medicina na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) desde 1984.

Hospital Júlio Müller

No ano passado, o governador Mauro Mendes assinou contrato junto ao Consórcio Jota Ele–MBM e a respectiva ordem de início de serviço para a retomada das obras do novo Hospital Universitário Júlio Müller, que estavam paralisadas desde 2013.

Serão investidos R$ 207,485 milhões na retomada e conclusão do hospital, que era mais uma obra prevista para ser entregue na Copa do Mundo de 2014, sendo considerada uma das principais ações do programa Mais MT. O prazo previsto para a construção do hospital é de 24 meses.

O investimento a ser realizado é R$ 8,788 milhões menor em relação ao que estava estimado, no valor de R$ 216,273 milhões, no início da licitação feita pela Sinfra. A economia se dá em razão do instrumento de “orçamento sigiloso” aplicado no processo licitatório, no qual o valor de referência à retomada da obra, atribuído pelo governo do estado, somente foi revelado ao final do certame.

O hospital terá 58,5 mil metros quadrados somente de área construída e está localizado em um terreno de 147 hectares. O anteprojeto, que foi elaborado pela UFMT, mantém a concepção de hospital-escola e prevê a construção de oito blocos para atender as áreas assistenciais, de internação, nutrição, administrativa, entre outras.

Ao todo o hospital contará com 228 leitos de internação, 68 leitos de repouso e 63 leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), sendo 25 para adultos, 18 voltados a atender crianças (pediátrico) e 20 para recém-nascidos (neonatal). Além disso, a unidade de saúde contará ainda com 12 centros cirúrgicos, 85 consultórios, 45 salas de exame, 21 salas para banco de sangue e triagem e outras 53 salas administrativas.

Fonte: G1/MT

Comunicar erro
Coronavirus 728x90
InfoJud 728x90