AL- SOS Mulher

Eleições em São Paulo: Pela primeira vez em 35 anos, PT não fica entre os dois primeiros colocados

Por Redação em 16/11/2020 às 05:45:32

Pela primeira vez em 35 anos o Partido dos Trabalhadores não termina a disputa pela Prefeitura de São Paulo nas duas primeiras colocações. A última vez que isso aconteceu foi em 1985, quando Jânio Quadros (PTB)e Fernando Henrique Cardoso (PSDB) se enfrentaram na segunda parte do pleito, com a vitória de Jânio. Na época, a chapa do PT, composta por Eduardo Suplicy e Luiza Erundina como vice, ficou em 3º lugar, com 19,75% dos votos. Neste domingo, 15, o prefeito Bruno Covas (PSDB) e Guilherme Boulos (PSOL)ficaram entre os primeiros mais votados e vão se enfrentar novamente nas urnas, no segundo turno, no dia 29 de novembro. É a primeira vez que o Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) vai para o segundo turno na capital paulista. Dessa vez, Luiza Erundina também é a vice de Boulos.

Leia também

Boulos tira o lugar de Lula na liderança da esquerda brasileira

'Vencemos o projeto de ódio e agora vamos vencer o João Doria', diz Boulos em pronunciamento

'A esperança vai vencer os radicais no segundo turno', diz Covas em pronunciamento em São Paulo

O Partido dos Trabalhadores venceu as eleições municipais em 1988, 2000 e 2012. Em 1988, Luiza Erundina derrotou Paulo Maluf e levou o pleito com 36,78%. Em 2000, Marta Suplicy ganhou de Paulo Maluf com 58,5% no segundo turno. Em 2012, o PT voltou novamente ao poder do município com a vitória de Fernando Haddad sobre José Serra, no segundo turno, com 55,5% dos votos. Ele perdeu nas outras cinco votações: 1992, 2008, 2014 e 2016. Em 1992, Paulo Maluf ganhou de Eduardo Suplicy com 58% no segundo turno. Já em 1996, foi a vez de Celso Pitta vencer a ex-prefeita Luiza Erundina com 62,2% também no segundo turno. Já em 2014, José Serra ganhou de Marta Suplicy com 54,8% dos votos no segundo turno. Em 2008, Gilberto Kassab derrotou também Marta Suplicy, em segundo turno, com 60,7% dos eleitores. Quatro anos depois, porém, em 2016, João Doria venceu Fernando Haddad em primeiro turno com 53,29%. Doria, porém, abandonou o cargo em 2018 para disputar as eleições para o governo do estado – ele foi eleito em segundo turno contra Márcio França (PSB). Bruno Covas, eleito vice-prefeito dois anos antes, assumiu o cargo que ocupa até hoje e para o qual busca se reeleger.

Fonte: Política

Comunicar erro
Coronavirus 728x90
AL- Fake News - Vacinas
InfoJud 728x90
AL- Vacina que volta