Agro Noticia 728x90

Encontrei um filhote que caiu do ninho, o que devo fazer?

Por Redação em 14/09/2020 às 08:35:30
Questão se torna ainda mais comum com o início da Primavera e do período reprodutivo; especialista dá dicas para essas situações. Filhote de choca-barrada foi encontrado caído e devolvido ao ninho onde se recuperou e desenvolveu

Jefferson Allan/Acervo Pessoal

Encontrar um filhote fora do ninho após uma chuva forte, uma rajada de ventos ou mesmo durante um dia habitual onde o animal tentou seu primeiro voo é uma situação comum e que se torna ainda mais corriqueira durante a Primavera, período de reprodução das aves. Mas entrar em contato com essa circunstância é só o princípio de um dilema: o que fazer?

Para começar a auxiliar aquele animal indefeso, o primeiro passo necessário é afastar os predadores potenciais. Dessa forma, cães e gatos devem estar presos e distantes, antes de se fazer qualquer aproximação com o filhote. Caso a situação ocorra pela noite, evitar a chegada de outros animais, como ratos e gambás, também é determinante.

Confira dicas sobre o que fazer em caso de encontrar uma ave caída fora do ninho

Assim destaca o biólogo especialista em aves, Luciano Lima: "se isso acontece no final do dia, você pode colocar esse passarinho em uma caixinha e deixá-lo protegido só durante a noite. No outro dia de manhã, você o coloca no mesmo lugar".

A principal orientação dos especialistas é não intervir no desenvolvimento do filhote, já que o simples fato de o tocar pode fazer com que os pais não o tratem mais ou que a ave se machuque. Mas, estando diante se uma ave caída, o melhor a ser feito é procurar pelo ninho e tentar devolvê-la para esse local.

Primavera é período de reprodução das aves e situações de resgate de aves se tornam comuns

Ananda Porto

Capturar animais silvestres é um crime no brasil e, mesmo quando há a boa intenção de cuidar da ave, não é permitido mantê-la sob sua posse

Caso o ninho não seja detectado, é importante avaliar se o local onde ela estava caída é seguro. Se a reposta for sim, deixá-la por lá e esperar até que os pais apareçam para alimentá-la é uma solução. Mas atenção: a observação da ave deve ser feita com distância, caso contrário, os adultos não aparecem.

E quando o local não for seguro? "Se você não souber onde está o ninho, faça uma caixinha, coloque um pano seco ao fundo, encha essa caixinha de papel e deixe em algum lugar próximo que provavelmente os pais vão encontrar", explica o biólogo.

Filhotes de pica-pau-verde-barrado foram regatados por família de Tatuí (SP) e se recuperaram com os cuidados dos pais em caixa

João Meszaros/VC no TG

O cuidado feito pelos adultos é primordial para que o filhote se recupere. "Do mesmo jeito que ninguém cuida melhor de um bebê do que a própria mãe, ninguém cuida melhor de um passarinho do que os próprios pais", compara Luciano Lima.

A alimentação feita pelos pais é um dos processos mais importantes. Além de cada espécie possuir um hábito particular da dieta, ao regurgitarem insetos na boca dos filhotes, os adultos passam anticorpos essenciais para o crescimento deles. Um filhote encontrado perdido pode ainda estar desidratado ou até com hipotermia e se um ser humano alimentá-lo só adiará o processo de recuperação.

Tratamento dos filhotes de andorinhão, por exemplo, requer muitos cuidados; alimentação deve ser frequente

Terra da Gente

"As pessoas tentam dar fubá e várias outras coisas para os passarinhos e com isso, muitas vezes, você piora a situação já que, além dele morrer, isso ocorre de uma forma dolorosa por causa de uma alimentação não adequada", destaca Luciano Lima.

Algumas espécies de aves necessitam de cuidados muito específicos por conta do desenvolvimento de suas estruturas. Um desses casos é o andorinhão-do-temporal

Aves adultas continuam na alimentação mesmo no solo; na imagem, um tico-tico alimenta um filhote de chupim no bico

Ananda Porto/TG

Caso você observe que os adultos não estão se aproximando para alimentá-la, o ideal é entrar em contato com o órgão responsável em sua cidade para o recebimento de animais resgatados. A Polícia Ambiental, os centros de triagem, a Secretaria do Meio Ambiente e até algumas clínicas veterinárias exercem essas funções.

Se mesmo assim, o filhote não resistir, o biólogo ressalta informações de consolo: a taxa de sobrevivência de passarinhos na chamada Região Neotropical (que inclui Brasil, América do Sul e regiões tropicais de um modo geral) é bem pequena. "Em alguns casos até 80% dos filhotes não sobrevivem, então faz parte da natureza. Lógico que a gente pode ajudar e deve ajudar, mas é importante saber que às vezes essas coisas acontecem", afirma ele.

Confira as orientações caso encontre alguma ave que caiu do ninho

Arte/TG

Fonte: G1

Coronavirus 728x90
InfoJud 728x90