MT realiza o maior pacote de infraestrutura do Brasil

Após derrotas no Congresso, Lula recebe l√≠deres e ministro da articulação pol√≠tica no Planalto

Por Redação em 03/06/2024 às 10:12:17

Após derrotas que expuseram a fragilidade da base do governo no Congresso, o presidente Luiz In√°cio Lula da Silva (PT) comandou na manhã desta segunda-feira (3), no Pal√°cio do Planalto, uma reunião com a equipe respons√°vel pela articulação pol√≠tica.

Lula reuniu o ministro da Secretaria de Relações Institucionais, Alexandre Padilha, os l√≠deres do governo e representantes da Casa Civil e do Ministério da Fazenda:

Randolfe Rodrigues (AP), líder do governo no Congresso;

Jaques Wagner (PT-BA), líder do governo no Senado;

José Guimarães (PT-CE), l√≠der do governo na Câmara;

Miriam Belchior, secret√°ria-executiva da Casa Civil;

Dario Durigan, secret√°rio-executivo da Fazenda.

Lula decidiu retomar esse formato de reunião após as derrotas da semana passada, quando deputados e senadores derrubaram vetos do presidente a projetos aprovados anteriormente pelo Congresso Nacional. Na sessão conjunta de deputados e senadores, houve:

derrubada do veto de Lula à lei que pro√≠be as saidinhas de presos: os partidos com ministério deram 173 votos contra o governo, e 123 a favor;

manutenção do veto de Bolsonaro à criminalização das fake news eleitorais: 197 votos contra o governo Lula (manutenção do veto), e 125 a favor;

derrubada do veto de Lula a trecho da Lei de Diretrizes Orçament√°rias (LDO) que tenta restringir gastos do governo que poderiam ofender valores conservadores: 124 votos a favor e 242 contra

Essas derrotas, com votos em massa de parlamentares de partidos com ministérios, levaram aliados de Lula a avaliar que é preciso ampliar o n√ļmero de siglas com espaço na articulação pol√≠tica, j√° que a atual equipe é dominada pelo PT, partido do presidente.

Os resultados demonstraram que a base mais fiel ao governo tem pouco mais de cem deputados na Câmara, diagnóstico que Lula faz com frequ√™ncia em cerimônias.

Defensores do atual modelo de articulação argumentam que é natural a dificuldade nas pautas de costume, a exemplo do veto das saidinhas de presos, mas que o governo acumula vitórias na agenda econômica.

Fonte: G1

Comunicar erro
Radio Jornal de Caceres
InfoJud 728x90
Combate a dengue 2023
Garotas de programa Goiania