MT realiza o maior pacote de infraestrutura do Brasil

Diretor da OMS lamenta bombardeios contra Cruz Vermelha na Faixa de Gaza

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, lamentou nesta terça-feira, 2, os bombardeios contra as instalações da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho palestino na Faixa de Gaza.

Por Redação em 03/01/2024 às 00:17:30
Foto: Reprodução internet

Foto: Reprodução internet

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, lamentou nesta terça-feira, 2, os bombardeios contra as instalações da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho palestino na Faixa de Gaza. Os ataques tiveram como alvo o hospital Al-Amal. “Os bombardeios de hoje são inadmissíveis”, publicou Tedros Adhanom Ghebreyesus na rede social X (antigo Twitter). Ele ressaltou que os trabalhadores humanitários enfrentam obstáculos incessantes “devido às hostilidades”.

A Cruz Vermelha acusou Israel de bombardear duas vezes suas instalações na cidade de Khan Yunis, no sul da Faixa de Gaza. Segundo a organização, os ataques deixaram cinco mortos e três feridos. Segundo Tedros, 14 mil pessoas haviam se refugiado no recinto hospitalar. “Muitos deles já se foram, e os que ficaram temem por sua segurança e planejam deixar o local. Os hospitais, ambulâncias, equipes de saúde pessoas que buscam assistência têm que ser protegidos em todo momento, em virtude do direito humanitário internacional.”

*Com informações da Agence France-Presse

Fonte: JP

Comunicar erro
Radio Jornal de Caceres
InfoJud 728x90
Combate a dengue 2023
Garotas de programa Goiania