conecte-se conosco


Esportes

Países europeus planejam candidatura conjunta para Copa do Mundo de 2030

Publicado

A Bulgária, Grécia, Sérvia e Romênia anunciaram nesta sexta-feira que pretendem apresentar uma candidatura conjunta para organizar a Copa do Mundo de 2030. A informação foi confirmada pelas próprias autoridades dos quatro países, que se reuniram nesta sexta-feira.

Leia também: Justiça ordena apreensão dos passaportes de Ronaldinho Gaúcho e seu irmão Assis


A Bulgária sediou o Campeonato Mundial masculino de vôlei de 2018 e deseja, ao lado de outros três países receberem a Copa do Mundo de 2030
Divulgação/FIVB

A Bulgária sediou o Campeonato Mundial masculino de vôlei de 2018 e deseja, ao lado de outros três países receberem a Copa do Mundo de 2030

A iniciativa dos países balcânicos (nome histórico dado para designar a região sudeste da Europa) em sediar a Copa do Mundo de 2030 foi apresentada durante uma entrevista na Bulgária, após a reunião entre os primeiros-ministros do país, Boiko Borisov, da Grécia, Alex Tsipras, da Romênia, Viorica Dancila, além do presidente sérvio, Aleksandar Vucic.

“Falamos da ideia de Alexis Tsipras, dos quatro países apresentarem uma candidatura para a Copa do Mundo de futebol de 2030, assim como outros eventos esportivos”, declarou o primeiro-ministro da Bulgária, Boiko Borisov.

Leia mais:  Em busca do 100º título, Roger Federer surpreende em treino para o ATP Finals

Leia também: Volante do PSG, Marco Verratti é preso em Paris por dirigir embriagado

Borisov citou ainda como exemplo positivo o fato de o país ter sido uma das sedes, junto com a Itália, do Campeonato Mundial masculino de vôlei que aconteceu em setembro. A imprensa local destacou, no entanto, que o país ainda não tem sequer estádios que cumpram os padrões da Fifa para receber um Mundial.

Borisov, em setembro deste ano, porém, declarou que tem a intenção de destinar 50 milhões de euros de verbas públicas para construir um novo estádio nacional.

Leia também: Vinícius Júnior e Éder Militão são finalistas do Prêmio Golden Boy 2018

Apesar da disputa para sediar a Copa do Mundo de 2030 ainda não ter sido iniciada, a Argentina, Paraguai e Uruguai já apresentaram uma candidatura extraoficial. O Reino Unido e a Irlanda também planejam entrar na briga. Vale ressaltar que o Mundial de 2026 será disputado em três países: México, Estados Unidos e Canadá. Em 2022, será no Catar e o último foi na Rússia, que terminou com a França campeã.

Leia mais:  Grêmio vai à Conmebol reclamar e tentar classificação para final da Libertadores


Clique e baixe o 365Scores para ter resultados, dados, notícias, tempo real, vídeos e muito mais

publicidade

Esportes

Juary como você jamais viu. Futebol diferente com emoção, risos e história

Publicado

por

Confesso para vocês que o bate papo com o ex-atacante Juary era para falar de curiosidades da bola, do que ele passou na carreira, da 1ª geração de Meninos da Vila . Mas assim que começamos a gravar o 4º episódio do Resenha Futebol Clube o significado de ” futebol diferente ” ganhou a verdadeira definição.

Leia mais: Ex-atacante Rodrigão relembra sua carreira

Juary é uma pessoa simples, tranquila, que segue carreira fora das quatro linhas como técnico (trabalhou na Itália ) e agora encara um desafio de introduzir os fundamentos do futebol pelo governo da China. Mas o olhar de Juary neste bate papo estava com um brilho de quem disputaria um clássico daqueles! E foi aí que o ” futebol diferente ” surgiu nessa conversa ( assista no vídeo acima ).

A “entrevista” foi olho no olho, sem frescuras, sem vaidades. Juary contou como chegou ao Santos e foi chocante, difícil de imaginar.  O vídeo acima revela o que o atacante sofreu para tentar jogar futebol na região que nasceu, o Rio de Janeiro, no Fluminense.

Leia mais:  Malcom pediu para ser negociado pelo Barcelona na próxima janela, diz jornal

Leia mais: “Lazaroni ainda está chateado com comentários sobre a Copa de 90”

Juary confessa que recebeu muitas lições de vida na tragetória como atleta profissional. E cada lição deixava os olhos do ex-jogador marejados, como se voltasse no tempo e vivesse tudo aquilo novamente (confira no vídeo acima) .

Até o Rei Pelé participou do amadurecimento de Juary quando ainda estava no Santos . E não foi dando toques de como “bater na bola” ou “como se posicionar”, Foi da maneira mais inusitada e dura possível. Sim, o Rei Pelé já havia parado de jogar futebol!

Leia mais: “Quando Pelé estava bravo tínhamos a certeza de gols”

Juary é ídolo no Porto de Portugal. Lá conquistou os maiores títulos da carreira, fez o gol mais importante e como prêmio também foi ídolo na Itália onde jogou também pela Inter de Milão. Da Europa ele foi surpreendido por Neymar , em 2012, quando o craque do PSG, na época atuando pelo Santos, o imitou comemorando um gol rodando na bandeirinha de escanteio.

Leia mais:  Estátua em homenagem a Salah no Egito vira piada nas redes sociais; veja memes

Mas não foi apenas de emoção que este episódio do Resenha Futebol Clube com Juary se desenrolou. Se futebol também é diversão vocês não podem perder e dúvido não rirem das mais incríveis histórias de bastidores. Sinceramente, era para ser apenas uma conversa de 30 minutos mas a difeinição de ” futebol diferente ” foi tão forte que esta é apenas a primeira parte. Sim! Serão dois episódios dedicados a este história contada por Juary que merece um livro e até um show em qualquer palco do Brasil. Assista e depois me fale se não merece!

Continue lendo

Esportes

Palmeiras vence, convence e fica muito perto do título do Campeonato Brasileiro

Publicado

por


Felipe Melo marca o gol do Palmeiras, cada vez mais perto de ser campeão brasileiro
Reprodução

Felipe Melo marca o gol do Palmeiras, cada vez mais perto de ser campeão brasileiro

É cair na mesmice dizer que o Palmeiras está muito perto do título. É impressionante como o elenco conseguiu amadurecer com Luiz Felipe Scolari. Se era cru e sem sal com o badalado Roger Machado, o time é sangue e alma com a nova comissão técnica. Construiu vitória maiúscula diante do fraco – fraco, sim – Fluminense no Allianz Parque. O próximo adversário não deve assustar. Provavelmente provocará mais risos do que dores de cabeça.

Leia também: Tocida palmeirense aparece no top 10 do mundo

O Palmeiras pega o Paraná, no domingo, fora de casa. Isso não quer dizer muito. Se fosse em Marte, em Júpiter ou na Lua – ainda assim – o alviverde seria favorito. Em Curitiba ou no Allianz Parque – tanto faz – não acredito em surpresa. Dizem que não tem mais bobo no futebol, mas o jogo do lanterna da competição não agrada ninguém. Muito menos seus torcedores. É uma tragédia anunciada.

Leia mais:  Malcom pediu para ser negociado pelo Barcelona na próxima janela, diz jornal

Paraná, América Mineiro, Vasco e Vitória são os últimos desafios do provável campeão brasileiro . Um elenco cheio de boas peças que se tornou dois grandes times durante boa parte do Brasileirão. Foi bem na Libertadores e na Copa do Brasil, ainda que queiram desvalorizar, pesar mais as frustrações do que os gritos de gol. Não é um fiasco, torcedor palmeirense. Levantar taça jamais será fiasco. Principalmente se for um campeonato tão importante. Falar que é um fiasco é não suportar a dor de cotovelo.

Leia também: Tenista aponta favorecimento a Federer em Grand Slam

Os jogos do Internacional e do Flamengo podem colocar o Palmeiras em melhores condições. Não acredito, no entanto, que o Flamengo será derrotado pelo Santos, no Maracanã. O Santos que protagonizou jogo assustador na segunda. E nem entendo que o América Mineiro tenha capacidade para surpreender o Internacional, em Porto Alegre. Haverá respiro, acredito. Último e ilusório respiro.

Leia também: Corinthians perde e fica perto da degola

O Corinthians impressiona: joga melhor com dez jogadores do que com onze jogadores. Jair Ventura faz o segundo péssimo trabalho seguido. Não foi nada bem no Santos – que tinha muito mais a oferecer do que foi apresentado com Jair – e agora repete o fiasco no Timão. Vão dizer: ah, o elenco corintiano é ruim. É verdade. Mas não é ruim nível rebaixamento, nível vexame, nível o que se viu no primeiro tempo. A cena mudou quando Douglas foi expulso. Curiosamente a equipe pressionou mais e obrigou grandes defesas de Fábio na etapa final. Não adiantou. A luta contra a queda continua. A dolorosa briga contra a queda. Até quando, Jair? Digo: até quando o Jair?

Leia mais:  Ibrahimovic sobre volta à Europa: “Existe o interesse, não é nenhum segredo”

Campeão. A palavra é curta. E o caminho também, Palmeiras . Fiasco é não acreditar na sua história. E não reconhecer sua grandeza. Sua campanha imponente. 

Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Polícia Federal

Mais Lidas da Semana