Encorpado Cruzeiro larga na frente do Corinthians na final da Copa do Brasil

3

O Cruzeiro tem um dos melhores goleiros do Brasil, mas não precisou. Fábio não teve trabalho. O mínimo, sequer. O Corinthians não arriscou o gol e foi inferior em Belo Horizonte. Acabou saindo barato, um a zero, gol de Thiago Neves. Cássio foi figura importante e fez bela defesa. O defensivo Timão vai ter de propor – minimamente – para buscar a virada em casa. Ter a torcida por perto já é um bom começo.

Leia também: Cruzeiro vence o Corinthians pela Copa do Brasil

O Corinthians vai abrir o treinamento para os torcedores, na terça. Funcionou sempre até agora. Mas Jair Ventura precisa apostar em Pedrinho. Pedrinho é sempre opção de banco para o treinador. Foi assim também contra o Cruzeiro .

Leia também: Técnico da França diz que lesão atrapalhou Neymar na Copa

Já justificaram questões físicas, força, miudeza. Ele é mais técnico do que os titulares. Tem habilidade, passe e chute. Mas injustificavelmente – entendo que é pouco justificar pela questão muscular – esquenta o banco de reservas. 

Já era de se esperar um Corinthians protegido por seus volantes, assim como foi diante do Flamengo, no Rio de Janeiro, na semifinal. A história foi diferente no retorno. O Flamengo dá mais espaço do que o Cruzeiro. O Cruzeiro de Mano é bom para defender e contra-atacar. Não se expõe com facilidade. É um adversário complicado de derrotar. Será o grande desafio até aqui para Jair e seus comandados.

Leia também: Lucas Paquetá é vendido para o Milan

O Cruzeiro tem vantagem. Só um a zero. O placar é magro, mas o vencedor tem atuações encorpadas. Vai ser um grande jogo em São Paulo.

Comentários Facebook