No Twitter, Bolsonaro chama Haddad de ‘marmita de corrupto’

3

Haddad disse que iria até a uma enfermaria para evitar a ausência nos debates de Jair Bolsonaro
Reprodução

Haddad disse que iria até a uma enfermaria para evitar a ausência nos debates de Jair Bolsonaro

O candidato à Presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro, usou o Twitter para responder as  declarações de seu opositor Fernando Haddad (PT) sobre sua ausência nos debates até o próximo dia 28. Bolsonaro o chamou de “marmita de corrupto preso”, em referência às visitas de Haddad ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso em Curitiba.

“Calma que sua hora vai chegar, marmita de corrupto preso!”, escreveu Jair Bolsonaro ao compartilhar uma postagem de seu filho Carlos Bolsonaro sobre as declarações de Haddad referentes a ausência nos debates .

Nesta quarta-feira (10), o presidenciável petista afirmou que estaria “disposto a ir até uma enfermaria se for preciso para debater o Brasil”. “Meu adversário defende torturador até hoje, mesmo sabendo que nos porões da ditadura aconteciam estupros contra as mulheres presas”, escreveu Haddad.

As críticas a Bolsonaro continuaram com uma ressalva de que eram verdadeiras: “nós não precisamos mentir sobre o Bolsonaro, só precisamos falar a verdade. Já ele, precisa inventar mentiras sobre nós todos os dias”, continuou. “Vamos fazer uma campanha propositiva e demarcar as diferenças entre projetos”, disse Haddad, ressaltando o próprio projeto de governo.

“Agora, meu adversário precisa participar dos debates. Eu estou disposto a ir até uma enfermaria se for preciso para debater o Brasil”, ponderou. “Ninguém pode ser eleito sem apresentar as suas propostas ao povo”, concluiu.

A declaração do candidato petista à Presidência faz referência ao novo atestado médico que Bolsonaro recebeu nesta quarta, quando passou por outra avaliação médica, na qual teve a recomendação de ainda não ir a debates ou participar de eventos de campanha na rua.

Segundo os médicos de Bolsonaro, o candidato do PSL ainda está se recuperando da facada que tomou em Juiz de Fora, na Bahia, há 34 dias. “Ele perdeu 15 quilos de massa muscular e ainda está fraco, precisa de uma dieta de recuperação proteica”, afirmou o médico.

Perguntado sobre o tempo que ainda falta para o candidato se recuperar, o cardiologista disse que, na próxima quinta-feira Bolsonaro deve ir ao hospital e, provavelmente, será liberado para recomeçar sua campanha e participar de debates. Esta foi a segunda visita feita pelos médicos em uma semana.

O novo atestado do candidato do PSL fez com que ele se tornasse um dos assuntos mais comentados do Twitter no Brasil e no mundo. Com a hashtag “BolsonaroCagao”, internautas criticaram a ausência nos debates. Muitos usuários questionaram o fato de Bolsonaro ter “disposição” para dar entrevistas, mas não ter para ir aos debates.

Comentários Facebook