“Eu parei de me importar com ele”, diz Mia Farrow sobre Woody Allen

3

Em rara entrevista, a atriz norte-americana Mia Farrow, conhecida por seus personagens nos filmes “O Bebê de Rosemary” (1968), “O Grande Gatsby” (1974) e “Hannah e suas irmãs” (1986), e também por seu conturbado casamento com o cineasta Woody Allen , acusado de abusar sexualmente de Dylan Farrow, fruto do seu casamento com a estrela, falou a revista ELLE sobre as novas acusações em cima do ex-marido e os abusos sexuais que sofreu quando adolescente. 

Leia também: “Estou falando a verdade”, diz Dylan Farrow sobre abuso sexual por Woody Allen


Em entrevista a revista ELLE, Mia Farrow fala sobre os abusos que sofreu quando adolescente, relação com Woody Allen e Roman Polanski
Reprodução/Elle

Em entrevista a revista ELLE, Mia Farrow fala sobre os abusos que sofreu quando adolescente, relação com Woody Allen e Roman Polanski

Durante a entrevista, Mia Farrow disse qua nova movimentação em torno do caso não a incomoda. “Eu cheguei a um ponto, muitos anos atrás, em que parei de me importar com ele – referindo-se ao cineasta”.

A estrela também falou que tanto sua filha Dylan como seu filho, o jornalista Ronan Farrow, não a consultaram quando publicaram os textos sobre o acontecido na imprensa. 

“Eles sabem que, para mim, essa história é um cachorro adormecido. É melhor não acordá-lo. Mas é claro que eu entendo e respeito profundamente o motivo pelo qual a minha filha está lutando por justiça”, falou. 

Leia também: Dylan Farrow critica entrevista de Soon-Yi e reafirma abuso de Woody Allen

Em complemento, Mia falou sobre sua relação com o ex-marido. “Nem tudo é preto e branco. Se fosse, as pessoas estariam pensando: ‘Como ela ficou com esse cara por sequer dez minutos, que dirá dez anos?”. 

Mia Farrow fala sobre o movimento #MeToo 

Sobre o surgimento movimento #MeToo , Mia disse que pode reavaliar algumas das suas experiências dentro da indústria cinematográfica. “Cara, eu gostaria de ter gravações de tudo o que já aconteceu comigo para poder provar”, comenta. 

Na sequência, também fala sobre os abusos que sofreu. “A primeira vez que sofri algo que definiria como assédio foi aos 17 anos. Um grande executivo de estúdio, muito conhecido, me apalpou”, continua. “Eu fiquei tão envergonhada, não consegui nem contar para a minha mãe”.


Mia Farrow e seu filho posam juntos para a revista ELLE
Reprodução/Elle

Mia Farrow e seu filho posam juntos para a revista ELLE

Leia também: Mulher de Woody Allen o defende de acusações e relata abusos de Mia Farrow

Relação com Roman Polanski 

Durante a entrevista, a estrela falou sobre a sua relação com outro nome forte da indústria cinematográfica acusado de abuso sexual, o cineasta franco-polonês Roman Polanski, que dirigiu um dos filmes no qual a atriz foi protagonista. Questionada se trabalharia novamente com o diretor, Mia disse que no momento não é prioridade. 

“Isso não está nas cartas para mim no momento. No entanto, mesmo que estivesse, creio que não. Mas eu preciso dizer que foi maravilhoso trabalhar com ele em ‘Rosemary’”, falou. 

O seu retorno as telas de cinema também parecem estar cada vez mais longe. “Eu não quero sentar na sarjeta às duas da manhã, esperando para filmar uma cena. Eu fiz isso a minha vida toda! Já trabalhei demais. Gosto de viver uma vida normal”, conta Mia Farrow , que estrelou seu último trabalho no cimea em 2011, quando atuou em “Dark Horse”, filme de Todd Solondz coestrelado por Selma Blair.

Comentários Facebook