Tribo indígena recebe exércitos com urnas eletrônicas a flechadas em Mato Grosso

3

Tribo indígena recebe exército a flechadas em Mato Grosso e FUNAI precisa ser acionada para garantir acesso a urnas eletrônicas
Divulgação/TSE

Tribo indígena recebe exército a flechadas em Mato Grosso e FUNAI precisa ser acionada para garantir acesso a urnas eletrônicas

Uma tribo indígena localizada em Brasnorte, a 580 quilômetros de Cuiabá, no Mato Grosso, recebeu os homens do Exército com flechadas nesta domingo (7). Os militares carregavam as urnas eletrônicas para o local que possuir cerca de 70 eleitores cadastrados aptos à votação.

Leia também: Eleitores de Bolsonaro levam armas para dentro da cabine de votação; assista

Para que o Exército conseguisse finalmente acessar a tribo indígena , a Fundação Nacional do Índio (Funai) precisou ser acionada, informou o juiz auxiliar do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Lídio Modesto da Silva.

“Registramos uma situação um pouco mais grave na região de Brasnorte, a 580 km de Cuiabá, em uma comunidade indígena, em que os homens da força de segurança do Exército foram recebidos com flechada s. Tivemos que acionar a Funai, para que intercedesse e em 30 minutos nós conseguimos. Lá são apenas 70 eleitores, acredito que rapidamente vamos terminar o trabalho”, disse a autoridade eleitoral.

Segundo explicou o juiz, a confusão se deu porque os índios se recusaram inicialmente a vota na seção eleitoral que foi montada na aldeia. Eles queriam votar na cidade, mas com a intermediação da Funai os ânimos foram apaziguados e os índios votaram na próprio comunidade.

Leia também: TRE desmente vídeo que mostra urna sugerir Haddad após eleitor teclar dígito “1”

Índio é preso com títulos de eleitores de toda sua tribo indígena


Tribos indígenas têm dificuldade no acesso às informações das eleições e acabam protagonizando acontecimentos como esses
Marcelo Camargo/Agência Brasil

Tribos indígenas têm dificuldade no acesso às informações das eleições e acabam protagonizando acontecimentos como esses

Já um outro indígena da tribo Kaiapó, também no interior do estado do Mato Grosso, acabou sendoi preso por portar 70 títulos de outros índios de sua etnia. Ele pretendia votar por todos os membro de sua aldeia. O fato ocorreu na zona eleitoral da cidade de Guarantã do Norte, segundo informações do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso.

Leia também: PF conduz 134 eleitores por suspeita de crimes eleitorais em todo o País

Tanto a informação das flechadas na tribo indígena , quanto do eleitor indígena que acabou preso foram repassadas pelo juiz do TRE do Mato Grosso no primeiro boletim da Justiça Eleitoral emitido na manhã deste domingo (7) de eleições em todo País.

Comentários Facebook